sábado, 9 de abril de 2011

Felicidade

Pela flor pelo vento pelo fogo

Pela estrela da noite tão límpida e serena

Pelo nácar do tempo pelo cipreste agudo

Pelo amor sem ironia - por tudo

Que atentamente esperamos

Reconheci tua presença incerta

Tua presença fantástica e liberta

***

(Sophia de Mello Breyner Andressen)

*** *** ***



-Este poema é dedicado a ti, Ana Pinheiro. Por todo o carinho que me dás a sentir em cada palavra que me escreves. Obrigada e que o título deste poema seja uma constante na tua vida.-

2 comentários:

Ana Pinheiro disse...

Obrigada pelo carinho querida.

Um beijo grande em ti :)*

Cômycos.com disse...

muito lindo,
poderiamos lincar nossos blogs?

www.comycos.blogspot.com

abraço