terça-feira, 3 de Novembro de 2009

A Mulher Mais Bonita do Mundo


estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram flores novas na terra do jardim,
quero dizer que estás bonita.
entro na casa, entro no quarto, abro o armário, abro uma gaveta,
abro uma caixa onde está o teu fio de ouro.
entre os dedos, seguro o teu fino fio de ouro, como se tocasse a pele do teu pescoço.
há o céu, a casa, o quarto, e tu estás dentro de mim.
estás tão bonita hoje. os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.
estás dentro de algo que está dentro de todas as coisas,
a minha voz nomeia-te para descrever a beleza.
os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.
de encontro ao silêncio, dentro do mundo,
estás tão bonita é aquilo que quero dizer.
***
(José Luís Peixoto)

6 comentários:

josé luís disse...

é tão bonito
(é aquilo que quero dizer)

Cristiana disse...

Também acho lindo :-)

(Reparou numa característica que você tem em comum com o autor?)

josé luís disse...

(por acaso reparei... nenhum é meireles) ;)

Cristiana disse...

rsrs
Agora fez-me rir...
Não me referia ao nome! (confesso que nem pensei nessa coincidência)
Ora veja lá se descobre a caracterísitica a que eu me referia.

josé luís disse...

toda a poesia ENORME é escrita em minúsculas





(excepto a minha, claro, que a modéstia pessoal até parecia ausente da frase acima...)

Cristiana disse...

Bingo! :-)

(A sua é sua, simplesmente. E nenhuma é igual à sua...rs)